Pain d’épices, o melhor pão de mel do mundo!

postado em: Doces | 0

Quando vim para a França pela primeira vez, em 2006, havia uma feira medieval em frente à Notre-Dame e, em uma das barraquinhas, um rapaz vendia um bolo diferente. Era enorme, um grande bloco marrom e muito perfumado. Provei um pedacinho e me apaixonei, descobri aí o pain d’épices.

Esta receita super antiga foi criada na China e chegou na Europa na época das cruzadas. Feita à base de mel e especiarias, ela é vendida nas feirinhas de Natal em forma de bonecos de neve decorados com glacê colorido. Também podemos achar o pain d’épices à venda nos mercados (gostoso, mas um pouco seco) e em algumas boutiques especializadas, como a famosa Moulot & Petit Jean, em Dijon.

Porém, a minha versão preferida é a do meu sogro, que é chef pâtissier e apicultor. Por isso, resolvi acompanhá-lo na colheita de mel deste ano e depois fui fazer o tal do pain d’épices, e divido aqui a experiência com vocês 🙂

<Ingredientes>
– 250g de farinha
– 1 cravo triturado
– ¼ de colher de chá de canela em pó
– ¼ de colher de chá de gengibre em pó
– ¼ de colher de chá de noz-moscada
– 1 ovo
– 3 colheres de sopa de óleo
– 250g de geleia de laranja
– 250g de mel
– 60ml de água
– ½ colher de chá de bicarbonato de sódio

<Modo de preparo>
Em uma tigela coloque a farinha e as especiarias. Misture bem. Acrescente o ovo, o óleo, a geleia e o mel. Caso você não encontre geleia de laranja pode usar geleia de pêssego (o gosto fica um pouco mais suave mas também dá certo). Misture tudo muito bem com um fouet. Depois, dissolva o bicarbonato de sódio na água e inclua na massa. Misture bem e despeje em uma forma para pão de forma, untada e enfarinhada. Leve para assar em forno pré-aquecido por 150 graus durante 1 hora e meia.

Depois de assado, espere o pain d’épices esfriar, desenforme e enrole em um plástico filme. Reserve por 3 dias antes de cortar, o tempo de espera é importante, caso contrário ele estará muito molhadinho e vai se esfarelar.

Bon appétit 🙂

Para assistir o resultado do pain d’épices clique aqui

Para ver a colheita de mel, clique aqui.
Untitled-1