Le Palais du Luxembourg

postado em: Paris | 0
© Paris Tourist Office -David Lefranc
© Paris Tourist Office -David Lefranc

O Palais du Luxembourg é uma mansão construída dentro do jardim de Luxembourg que hoje abriga a sede do Senado Francês. Durante as Journées du Patrimoine, em setembro, ele abre ao público para uma visita de seu requintado interior. No restante do ano os visitantes têm acesso apenas aos anexos, o Musée du Luxembourg, que sempre acolhe exposições variadas, e um café dirigido pela marca Angelina, que convida para uma pausa dentro do parque mais famoso de Paris.

A HISTÓRIA
Em 1615, a rainha regente Maria de Médicis decide que é hora de construir um novo palácio. Viúva desde 1610, ela está cansada da vida no Louvre – e dos odores desagradáveis do rio Sena. Originária da rica corte dos Médicis, em Florença, na Itália, a monarca ordena a construção de um palácio sob o modelo do Palácio Pitti, onde passou parte da infância. Ela adquire um grande terreno que pertencia a François de Piney, duque de Luxembourg, e envia seu arquiteto à Florença para conhecer de perto a arquitetura da Toscana. As obras demoram 16 anos e, como resultado, temos uma construção de estilo misto, que imita a ordem arquitetônica rústica do palácio florentino, porém com telhado à francesa.

Em 1630, o lugar é finalmente inaugurado, com a ala direita dedicada à rainha e, à esquerda, aos aposentos de seu filho, o rei Louis XIII. Maria de Médicis aproveitaria muito pouco a sua nova casa. Devido divergências com o filho e seu conselheiro real, o cardeal Richelieu, ela é enviada ao exílio definitivo e nunca mais volta à França – ela morre em Cologne, na Alemanha, em 1642.

O Palais de Luxembourg passa a ser propriedade de vários membros da família real e, em 1750, é inaugurado ali o primeiro museu público da França. Sob ordens do rei Louis XV, mais de cem obras de sua coleção particular são expostas ali. Pela primeira vez uma galeria de pinturas é organizada como museu – um tecido verde escuro nas paredes valoriza os quadros, as janelas são cobertas com cortinas para filtrar a entrada de luz e placas informativas explicam as obras aos visitantes.

Em 1791, após a Revolução Francesa, o palácio é confiscado e declarado Bem Nacional e, desde 1799, é a sede do Senado Francês. Em 1835 são adicionadas novas salas que se estendem sob o jardim. A Sala das Sessões, onde ocorrem as discussões do senado, e a grande biblioteca, com vista privilegiada, são resultado desta transformação.

COMO ACESSAR
Le Palais du Luxembourg – Rue de Vaugirard, 75006, Paris.
Metrô: Saint- Suplice (linha 4) e Mabillon (linha 10)
RER: Luxembourg (linha B azul)
Ônibus: linhas 58, 84, 89, 63, 70, 87 e 86

Caroline Ribeiro é brasileira, formada em cinema e atualmente cursa o terceiro ano de História da Arte e Arqueologia na Universidade Paris-Sorbonne. Ela organiza passeios culturais guiados por Paris junto com sua amiga, a também brasileira, Helena. Para saber mais sobre os passeios, clique aqui.