La Conciergerie

© Paris Tourist Office -  Sarah Sergent
© Paris Tourist Office – Sarah Sergent

A Conciergerie é um monumento histórico que fica onde foi construído o Palais de la Cité, o primeiro palácio real da França. Anos depois ele foi transformado em prisão e hoje faz parte de um complexo que abriga também o Palácio da Justiça e a Sainte Chapelle.

O ÍNICIO
A história da Conciergerie remonta ao início do século VI, quando o rei dos Francos, Clóvis decide fixar ali a sede do seu governo. Porém, a construção que visitamos hoje foi erguida pelos reis da Dinastia Capetiana, entre os séculos XIII e XIV.

Os Capetianos iniciam uma política de centralização do poder monárquico e, para poderem controlar de perto a administração do reino, os monarcas se instalam no Palais de la Cité. Esse palácio acolhia as alas de moradia do soberano e da família real, assim como alas dedicadas à administração do reino. Sob o reinado de Louis IX, mais conhecido como Saint Louis, o palácio é expandido e, entre 1242 e 1248, a Sainte Chapelle é construída para receber as relíquias da Paixão de Cristo. O neto de Saint Louis, o rei Philippe Le Bel vai aumentar ainda mais o edifício, construindo novas alas e belos jardins.

A ARQUITETURA
Durante o reinado de Philippe Le Bel foi construída a grande sala que podemos visitar nos dias de hoje, a Salle des Gens d’Armes. Com capacidade para acolher até 2 mil pessoas, era destinada à Guarda Real. A arquitetura típica do período gótico conta com quatro naves cobertas em arcos de ogiva que recaem sobre largas colunas. Quatro lareiras monumentais aqueciam o vasto ambiente que servia também como refeitório para os serviçais do palácio.

DE PALÁCIO A PRISÃO
Na segunda metade do século XIV, o rei Charles V decide se mudar para um outro castelo que ficava próximo dali, o Louvre. Para administrar o palácio ele nomeia então um concierge que recebe poderes de aplicação da justiça, pois ali uma prisão é instalada.

Os séculos passam e, em 1776, um incêndio devasta grande parte do complexo da prisão da Conciergerie, que é então modernizada pelo rei Louis XVI. É irônico observar que o mesmo rei que moderniza a prisão, será alguns anos depois julgado e guilhotinado pelo Tribunal Revolucionário que se instala no lugar.

Hoje podemos visitar a reconstituição de algumas das salas da prisão que ali existiram. A mais famosa delas talvez seja a célula onde Maria Antonieta passou os últimos meses de sua vida. A cela é apenas um cenário, pois o local exato onde a rainha ficou presa foi transformando em capela, em 1816, sob as ordens do rei Louis XVIII.

Aqui no Le Plat du Jour já foi publicado um passeio em vídeo pelo interior da Conciergerie, para assistir clique aqui. 

COMO ACESSAR
Conciergerie – 2 Boulevard du Palais, 75001, Paris.
Horário de funcionamento: 9h30 às 18h. Entrada: 8,50 euros
Metrô: Cité (linha 4), Pont Neuf (linha 7)
RER: Saint-Michel (linha B – azul).

Caroline Ribeiro é brasileira, formada em cinema e atualmente cursa o terceiro ano de História da Arte e Arqueologia na Universidade Paris-Sorbonne. Ela organiza passeios culturais guiados por Paris junto com sua amiga, a também brasileira, Helena. Para saber mais sobre os passeios, clique aqui.