Cinco passeios em Paris para quem gosta de cozinha

postado em: Compras, Dicas, Paris, Passeios | 0

Cinco passeios imperdíveis em Paris para os malucos por gastronomia!

Se você é como eu e se sente em um parque de diversões quando passeia por uma rua cheia de lojinhas de comida, fica doido, querendo comprar a boutique inteira de utensílios de cozinha ou considera uma ida à feira ou mercado um programão, te dedico este post com carinho.

Paris é um paraíso para os amantes da boa cozinha e se você está planejando uma viagem por esses lados, anote aí essas dicas 🙂

Rue Mouffetard
(acesso via RER B – Luxembourg ou Metrô Linha 7 – Place Monge)

Vitrines recheadas de queijos, pães, peixes e frutos do mar, doces, vinhos e outras delícias formam um corredor tentador dos cinco sentidos. Localizada logo atrás do Panthéon, essa ruazinha charmosa não pode faltar no roteiro turístico de quem gosta de comida. Além das lojas com produtos de excelente qualidade, há vários restaurantes e barzinhos para fazer um break. Guarde um espacinho no estômago para um cone do que eu costumo chamar de “o melhor sorvete de Paris”. A Amorino, tem uma franquia no número 18, onde vende gelados deliciosos, no melhor estilo italiano, modelados na casquinha cuidadosamente em formato de uma flor 🙂 Meu preferido: pistache de Bronte!

Rue Lepic
(acesso via Metrô Linha 2 – Blanche)

Certamente na sua lista de lugares a visitar você já colocou Montmartre, com a Sacré Coeur, o carrossel da Amelie Poulain e o moinho do Moulin Rouge. Pois bem, aproveite a ida ao bairro para passear também pela Rue Lepic. Assim como na dica anterior, você vai encontrar dezenas de vendedores de produtos tipicamente franceses de dar água na boca. Uma loja muito legal que não pode passar batido é a L’Epicerie du Terroir, no número 26. Suas prateleiras alinham produtos de terroir de todos (ou quase todos) os departamentos da França. Logo ao lado desta loja, as tortas artesanais e o estilo rústico da Pâtisserie Les Petits Mitrons valem uma pausa. Do outro lado da rua, no número 15, fica o Café les Deux Moulins, onde a personagem de Audrey Tautou trabalhava como garçonete no filme o Fabuloso Destino de Amelie Poulain.

La Grande Epicerie
(acesso via Metrô Linhas 10 e 12 – Sèvres Babylone)

Anexo ao luxuosíssimo Le Bon Marché, um tipo de shopping de marcas estilo Galeria Lafayette, a Grande Epicerie (na foto) é um mercado com itens bacanudos do mundo inteiro. Apesar da pompa, há várias coisas “compráveis”, como tabletes de chocolate Valrhona (5,20 euros, 70 gramas) ou um moinho de sal rosa do Himalaya e folhas de ouro (4,90 euros, 110 gramas). Não vá embora antes de conhecer a seção de águas do lugar. Isso mesmo, você entendeu direito, águas! Entre minerais e gasosas, há exemplares extraídos de fontes da Noruega, das Ilhas Fiji, da Floresta Negra na Alemanha e de Icebergs canadenses. Vale ao menos pelo formato das garrafas, um mais lindo do que o outro 🙂

E. Dehillerin
(acesso pelo Metrô Linhas 1, 7, 11 ou 14 e RER A e B – Les Halles ou Châtelet) 

Em pleno coração de Paris, o bairro de Montorgueil reúne barzinhos e bistrôs beeeem parisienses além de lojas de equipamentos de cozinha in-crí-veis! Na tradicionalíssima E. Dehillerin (Rue Coquillière, 18 e 20), que  funciona desde 1820, há fouets, formas, facas, panelas, mandolinas, sifões… Dê só uma olhadinha nesse vídeo que faz um tour rápido dentro da loja. Outra opção é a Mora (Rue Montmartre, 13), a alguns passo dali. Lá você vai encontrar, além dos utensílios, aromas e colorantes para pâtisserie, detalhes para a decoração de bolos e doces e livros de gastronomia.
Feiras

Não importa o dia da semana, haverá sempre uma feira montada em algum canto de Paris. Diferente das feiras brasileiras, as francesas são mais silenciosas (nada de “mulher bonita não paga, mas também não leva!” hehehe) e os produtos variam muito de acordo com a estação do ano. Caso a sua viagem seja no verão (de junho a agosto), aproveite para comprar uma barquetinha de morangos gariguette, uma variedade cultivada por aqui, bem miudinha e super doce! Aí, você só precisa de uma garrafa de champagne, uma baguette fresquinha e alguns queijos “nacionais” para aproveitar o fim da tarde à beira do Rio Sena…
Clique aqui para mais informações sobre as feiras na França.