Pequenos segredos de Montmartre – Château des Brouillards

chateau-brouillard
Foto: Caroline Ribeiro

Uma das regiões mais encantadoras de Paris, Montmartre atrai visitantes do mundo todo por abrigar alguns pontos turísticos importantes como a Basílica de Sacré Coeur e a casa de espetáculos Moulin Rouge.
Situado em uma colina, o bairro é o ponto mais alto da capital, com 130 metros de altitude e, para chegar até o topo, é preciso percorrer ruelas permeadas por escadarias que fazem o charme deste lugar.

CHÂTEAU DES BROUILLARDS
Montmartre só se tornou oficialmente parte de Paris em 1860 e, até esta data, a região era tomada por moinhos, fazendas e habitações populares. Em 1772, o senhor Legrand-Ducampjean, advogado do Parlamento de Paris, compra um imenso terreno na região para ali construir a sua casa de campo. Esse tipo de habitação estava na moda entre os ricos da época e eram lugar de grandes recepções, festas, e claro, de descanso. Ele constrói uma grande casa confortável, com um jardim imenso e vista para Paris. Esta construção ficou conhecida como Château des Brouillards, em português, “Castelo das Neblinas”, nome  que tem sua origem nas antigas fontes de vapor d’água que afloravam ali e deixavam essa parte da colina imersa em brumas.

Após a Revolução Francesa a casa foi abandonada e, durante o século 19, o terreno tomado por moradias populares e a casa dividida em pequenos apartamentos. Ali, em um pequeno casebre de madeira morou o pintor Amedeo Modigliani.

Um tempo depois, a urbanização de Paris se desenvolve e o terreno do Château des Brouillards é liberado das moradias populares para ali serem construídas casas maiores. O pintor impressionista Pierre-Auguste Renoir é um dos célebres habitantes da vizinhança.

Finalmente, na década de 1920, a mansão é comprada pelo historiador Victor Perrot, que a restaura. Porém, a Prefeitura de Paris entra com pedido para abrir uma grande rua no local e demolir o prédio. Após meses de processos judiciais, o historiador obtém a vitória e, em 1929, a pequena alameda pela qual passamos hoje é inaugurada, resolvendo o problema de circulação e preservando a casa histórica.

Em 2012, o Château des Brouillards causou sensação na mídia ao ser vendido por quase oito milhões de euros. Não se sabe ao certo o nome do comprador mas sabemos que além do imenso jardim com vista para Paris, o novo morador pode desfrutar também uma piscina subterrânea.

Aqui no Le Plat du Jour já foi publicado um vídeo com passeio pelas ruas de Montmartre e, de quebra, a receita do crème brûlée. Para assistir clique aqui.

COMO ACESSAR
Château des Brouillards – Allée des Brouillards, 75018, Paris.
Metrô: Lamarck – Caulaincourt (linha 12 – verde)

Caroline Ribeiro é brasileira, formada em cinema e atualmente cursa o terceiro ano de História da Arte e Arqueologia na Universidade Paris-Sorbonne. Ela organiza passeios culturais guiados por Paris junto com sua amiga, a também brasileira, Helena. Para saber mais sobre os passeios, clique aqui.